COPAS NA RUSSIA, AGORA E NO ANO QUE VEM, NÃO PRECISAM DE VISTOS

18 Jun 2017 ANTONIO EURYCO Acontece no Turismo Nenhum comentário

Medida é adotada no torneio das Confederações e também valerá para o Mundial2018, para receber mais turistas

A Russia quer aproveitar a realização de dois torneios que chamam a atenção mundial para se promover turisticamente e ter mais visitantes neste período 2017-2018. Os turistas podem visitar o pais sem obter um visto se estiverem viajando para assistir agora a Copa das Confederações, que teve inicio neste fim de semana e também o Mundial do próximo ano.  

Os viajantes, no entanto, devem garantir o passe necessário, incluindo um ingresso válido, para poder aproveitar a entrada sem visto.

A venda de ingressos para o torneio que começou neste fim de semana chegou a 60% da carga total. Para o ano que vem, quando será um movimento global, com as seleções classificadas que costumam levar mais publico - caso do Brasil - a expectativa é de que o numero de turistas possa superar as melhores previsoes, apesar dos preços bem salgados.

A liberação de vistos já é um bom indicio econômico e caso aconteça uma redução nos preços - como o pool das operadoras que centralizam as vendas para o mercado brasileiro  está tentando -  a venda de pacotes deverá ter um belo impulso.

A medida  dos vistos liberados aplica-se aos fãs que viajaram para a Rússia na Copa das Confederações  que vai até 2 de julho e a Copa do Mundo FIFA 2018, que se realizará de 14 de junho a 15 de julho de 2018.

"Para ser admitido na Rússia, cidadãos estrangeiros / apátridas devem ter um documento de identidade válido (passaporte) turístico  e um" cartão personalizado de espectador "(também conhecido como" ID de fã "),  informam as autoridades russas.

O presidente russo, Vladimir Putin, aprovou o sistema sem visto para os fãs  do futebol e da Copa do Mundo. durante a duração do torneio.

Lentamente, uma onda de entusiasmo está se acumulando  entre os torcedores locais, na  medida que percebe que a Copa do Mundo está chegando, embora o nível de esperança na equipe nacional permanece baixo. "Entre o público, não acho que haja grandes expectativas no momento, então talvez seja bom que não haja muita pressão sobre nós", disse Smolov, autor do segundo gol na vitória de estréia diante da Nova Zelândia.

A última vez que os torcedores russos realmente  comemoram com maior entusiasmo foi na Euro 2008, quando Guus Hiddink liderou a equipe  que chegou nas quartas-de-final vencendo a Holanda, levando a cenas de festejos nas ruas de Moscou e a equipe sendo recebida como heróis, apesar da derrota final diante da Espanha. Desde então, houve um declínio constante que teve uma performance desastrosa e sem inspiração na Euro 2016, disputada na França.

Na abertura do torneio, depois da bela festa e solenidade, a Russia estreou com vitória convincente

O interesse dos torcedores russos cresceu mesmo. Neste fim de semana, um dos locais mais visitados na capital foi a exposição da Fifa sobre o Mundial, na estação do metrô Vorobyovy Gony, no centro de Moscou.

"Depois das euros, todos nos odiaram. Agora as pessoas podem ver a equipe nacional com espírito e é como uma família, e talvez seja por isso que nossas performances melhoraram ",  afirmou Smolov, dizendo esperar um grande apoio no jogo de caráter decisivo nesta quarta, em Moscou, diante de Portugal, nesta quarta.

Portugal estreou com empate de 2x2 diante do México, sem ter o brilho de Cristiano Ronaldo. No outro jogo do domingo, o Chile passou sem sustos diante de Camarões. Nesta segunda será a estréia da Alemanha.

O torneio envolve as  seleções da: Rússia (país anfitrião), Alemanha (campeã da Copa do Mundo de 2014), Austrália (vencedora da Copa da Ásia), Chile (vencedor da Copa America) , México (detentor da Taça de Ouro da CONCACAF), Portugal (campeão europeu) e Camarões (vencedor da Copa da África), sendo que o.Chile e Rússia estreiam nesta quinta edição da Copa das Confederações.

O troféu da Copa das Confederações é feito de bronze dourado com uma base lapis lazuli e ébano. Tem 40 centímetros (15 polegadas) de altura e pesa 8,6 quilos (18,95 libras). Duas fitas douradas que transmitem uma impressão de movimento rápido são enroladas em torno de sua parte central. As fitas ligam seis medalhões que simbolizam as seis confederações, que estão localizadas na parte superior da base, com o topo em forma de globo do troféu mostrando contornos dos seis continentes cujos representantes participam da Copa das Confederações da FIFA.

 

 

 

 

 


Compartilhe nas redes sociais



Nenhum comentário


    Gostaria de deixar sua opnião ou comentário?

    Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios com asterisco *

    RECEBA MENSALMENTE SUA TRAVEL 3

    ASSINE AGORA

    Instagram Travel3

    Confira no Instagram